E vai tudo pro Vinagre

 

Olá!

Para os que não me conhecem, me chamo Gabriel Vinagre. Para os que me conhecem, também me chamo Gabriel Vinagre (ou só Vinagre, ou só Gabriel, ou outros nomes que prefiro deixar no modo privado)!

Talvez esta seja a melhor forma de eu me apresentar e deixar claro o tom dos textos que quero contribuir aqui no portal.

Ingressei no mundo da iluminação no longevo ano de 2004 ao trabalhar no escritório LD Studio, onde o mosquitinho azul me infectou com a “Dengue de Edson”, traduzindo, transformei-me num lighting freak.

 

Heart beating

 

Não sabia da existência desta condição? Não conhece os sintomas? Calma que eu vou explicar!

O principal sintoma é o constante elevar do olhar.

No meu caso, percebi-me infectado quando entrei no Maracanã em uma de suas muitas re-re-inaugurações. Naquele dia, por volta de 60.000 mil pessoas olhavam com muita expectativa para o gramado e eu era o único que olhava para cima e chegava à conclusão: “— Essa lâmpada é a HPI-T de 2000w!!”.

Quando voltei o olhar para o gramado, pensei: “ — Nossa que uniformidade horizontal! Quando será que os jogadores vão entrar pra eu ver se a uniformidade também está boa na vertical?!”.

 

2000w! 2000w!!!… Em led?! rss

 

Em algumas situações este indício clínico pode ser confundido com um torcicolo ou, até mesmo, parecer que sou “nariz em pé”.

Outro sintoma que pode ser identificado é este: sempre que possível, falar sobre esse assunto. E, por sermos seres visuais, falo disso o tempo todo! O fato é que praticamente me esforço pra falar de amenidades.

Outro dia, na fila do banco, uma senhora reclamava que o dia estava feio e chuvoso. Daí… eu argui que esta percepção negativa se devia à obstrução da luz do sol pelas nuvens carregadas e isso deixava o dia sem contraste e, portanto, um tanto quanto monótono. Ela foi pra fila de prioridade.

Se você, assim como eu, está infectado e tem uma boa dose de humor, esse post é pra você!

Vou sempre procurar colocar aqui neste veículo erros e acertos, referências nerd, citações lighting e um pouquinho de humor bem alinhado com o de Douglas Adams.

Pra finalizar esse post, deixo esta foto que tirei aqui no Rio de Janeiro. Achei sagaz (como carioca digo: sagaix) o kit de emergência integrado à esta luminária dentro de um elevador.

 

Sistema integrado

 

Caso você tenha fotos com conteúdo que levanta desconfianças de falta total ou inequívoca de projeto de iluminação, pode enviar para oacetico@gmail.com , ou para as minhas redes sociais: @oacetico (Twitter ou Instagram)! É isso ai, pessoal!

E vai tudo pro Vinagre!

¯\_(ツ)_/¯

 

 

Gostou? Cadastre-se e receba nosso informe semanal.